Deutschkurs Sprachschule in Deutschland
Curso Intensivo de Alemão
em Bamberg

Deutschkurs, Intensivkurse, Spachprogramm, Deutschkurse

Bamberg e TREFFPUNKT - minhas escolhas

Jaime (ao Centro) com amigos num encontro TREFFPUNKT Por ocasião de uma longa viagem pela europa, durante o ano 2000, Jaime, vindo do Rio de Janeiro (Brasil), freqüentou alguns institutos de idiomas em Barcelona (Espanha), Paris (França), Londres (Inglaterra), Florença (Itália). Quando na Alemanha, conheceu Bamberg e TREFFPUNKT, que o agradaram de tal forma que, após muitas idas e vindas, acabou ficando por aqui tempo superior a um ano.
Após seu último retorno ao Brasil, no final de novembro de 2017, nos encaminhou o seguinte comentário:

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Dezembro de 2017

Queridos Amigos do TREFFPUNKT, Caros Alunos, Caros Viajantes, Caros Leitores.

Quem me conhece sabe que não sou dado a elogios, mas o que abaixo transcrevo não é um elogio; é uma constatação.
Uma das boas coisas na vida é viajar. E viajar sem ficar sozinho, mesmo que você vá sozinho, é o limite.

Não, ainda não. Melhor ainda é conhecer, nessas viagens, outras pessoas. Se possível, pessoas que possam lhe sugerir lugares aonde ir, o que fazer.
Eu adoro viajar, conhecer cidades, pessoas, ter alguma informação sobre o local em que estou. Estudar seu aspecto cultural, histórico, e dessa forma aproveitar melhor a viagem.

Ficar algum tempo (pelo menos duas semanas) num bom lugar, e que sirva inclusive de base para passeios periféricos, é altamente recomendado.
Se você pensa como eu, ou acha que isso talvez possa ser uma boa idéia, acredito que tenho condições de lhe dar uma dica. Aliás, uma grande dica. Caso esteja planejando alguma coisa no gênero pela Alemanha, você não pode deixar de conhecer Bamberg.

Bamberg é uma cidade da Bavária, distando em torno de 250 km ao norte de Munique e 450 km ao sul de Berlin, e dispondo de trens diretos e confortáveis com duração de 2,5 horas e 4,5 horas, respectivamente.
Contando com aproximadamente 70 mil almas apaixonantes, 8 mil das quais na Universidade, Bamberg é uma cidade belíssima, banhada pelos dois braços do rio Regnitz, que se dividem para abraçar a cidade e voltam a se tornar um só, alimentando o canal que liga os rios Main e Danúbio.

Estou falando de uma cidade com nove cervejarias, com processos diferenciados de fabricação, com produção de altíssima qualidade, comparáveis apenas ao que é feito na República Tcheca (os criadores da cerveja Pilsen), que por sinal fica a apenas algumas horas de Bamberg, e é um ótimo passeio: Praga é linda.
Mas em Bamberg existem vários outros tipos de cerveja.

Por uma dessas ironias do destino, em frente a uma das melhores cervejarias (Spezial) ficava uma das melhores escolas de línguas que conheci, e a melhor de alemão: TREFFPUNKT. Vamos começar falando da cervejaria, depois falamos da escola.
Ela data de 1536, quando praticamente o Brasil estava sendo descoberto.

Assim como todas as cervejarias na Alemanha, que produzem pelo menos dois tipos de ceveja, a "Spezi" (como ela é chamada carinhosamente) não foge à regra: tem a que é o carro-chefe da casa, que tem um gosto ligeiramente defumado, a Weizen, e a "U", e assim como todas as outras cervejarias, no final do verão / início do outono, produz a "Bock", que é um pouco mais doce (a força do verão produzindo mais açúcar) e com teor alcóolico mais elevado, em função da fermentação do açúcar.

Existem duas outras cervejarias que devem ser visitadas: a Schlenkerla, que produz uma cerveja preta com gosto defumado bastante intenso, e a Klosterbräu, primeira cervejaria da cidade, fundada em 1533, também produzindo uma cerveja escura com gosto bastante particular. São cervejarias que fabricam e servem a cerveja no próprio lugar.

Estou falando das cervejarias de produção reduzida, quase artesanal, e que dependendo da época do ano, os sabores se alteram levemente, em função das variáveis do processo de fabricação da cerveja, qualidade da colheita, temperatura (não esqueça que as estações do ano, na europa, são bem definidas), entre outras coisas.

Com respeito ao povo alemão, num primeiro momento ele parece muito frio, fechado, mas depois de um cumprimento e um leve sorriso (como qualquer brasileiro sabe e gosta de fazer) as coisas começam a mudar. Eles têm, de uma maneira geral, uma forma ligeiramente rude ao se comunicar com desconhecidos, mas bastante doce com conhecidos e amigos. São bastante objetivos e detestam a idéia de perda de tempo.
Sabe aquela estória de chegar num restaurante e levar um papo com o garçom ? Esqueça. O atendente, que na maioria das vezes é garçonete, espera que você já saiba o que quer. Ainda não sabe ? Ela volta mais tarde. Se ainda não souber, prepare-se para levar um chá-de-cadeira.

Para brindar, ao tocar os copos diga "Prost" (tendo a única vogal da palavra a pronúncia fechada, como em ô), dê uma leve pancadinha com o copo (em geral de meio-litro) na mesa, e beba à vontade.
Entre um gole e outro você pode (e deve) assistir àlgumas aulas de alemão, nessa escola que ficava praticamente em frente à cervejaria "Spezial". Agora a escola tem sede própria, as instalações são novas e melhores, ótimos professores, dedicados e atenciosos.

A diretora, Alexandra, é de uma simpatia sem precedentes.
Com um desempenho altamente profissional, combina o método da escola com atividades extra-curriculares, não deixando que nenhum aluno se sinta perdido.

Estimula o inter-relacionamento dos alunos, além de promover, e participar, de pelo menos duas atividaes extra-curriculares semanais. Uma delas é o "Stammtisch", um encontro semanal (às quintas-feiras) com os alunos, professores, moradores locais que juntaram-se ao grupo, e alguns ex-alunos. Isso mesmo, algumas pessoas vieram passear e/ou estudar por algumas semanas, mas foram ficando, ficando, e estão lá até hoje.

Com relação ao "staff" da escola, os professores são ótimos, mas por motivos adicionais, gostaria de citar:

  • Alexandra (diretora da escola e, eventualmente, professora - a melhor entre todos);
  • Armin ("escudeiro" da Alexandra, professor, também coordena várias atividades, na escola e extra-curriculares);
  • Beate (professora, simpaticíssima, participante freqüente do Stammtisch, muito atenciosa e extrovertida);
  • Kuni (professor - abreviatura de Kunibert - fala português);
  • Joachim (responsável pela área de marketing e pelo "Business Course" da escola, também trabalha na Siemens).

Bem, depois não venha me dizer que o alemão é difícil. Ele é pouco conhecido, o que é bem diferente. As palavras não estão no nosso quotidiano, como o inglês, e as regras de estrutura da língua alemã são muito rígidas.
Mas tudo isso, e mais alguma coisa, você aprende rapidinho, nos cursos, atividades, e excursões do Treffpunkt.

Jaime Silveira.
PS: Originalmente, em outubro de 2000, minha idéia era ficar três semanas em Bamberg, mas acabei ficando seis semanas. A partir de 2001 visitei a cidade aproximadamente três vezes por ano, e de maio de 2003 até novembro de 2017, adotei o procedimento inverso, isto é, de três em três meses visitava o Brasil.
Acho que nem preciso dizer que fiz muitas amizades por lá :-)

In Kitzbühl zum Skilaufen

- Answers about to German

- Answers about to German


Read further student comments in ...
... GERMAN
Kommentare in deutscher Sprache
Atsuko, Augustin, Augusto, Barbara, Carl, Carina, Christine, Frida,Gerry, Javier, Kristine, Lauri, Niels, Ilona, Pietro, Robert, ...
... ENGLISH
Kommentare in engischer Sprache

Adam, Adjiedj, Andrew, Allan, Bob, Cosmin, Caroline, Darran, Don, Eamonn, Eric, George, Hunter, Huw, Jeff, Joseph, Katja, Kristine, Nick, Renata, Ruth, Samantha, Scott, Sheri, Yahya, ...

... BRAZILIAN
Kommentare in französischer Sprache Christian, Jaime
... DUTCH Kommentare in holländischer Sprache Vinco
... ITALIAN
Kommentare in italienischer Sprache Alessio, Barbara, Elena, Franca, Francesa, Gabriele, Giovanna, Marina, Laura, Luca, Paolo, Patricia, Rosanna e Enzo ...
... JAPANESE
Kommentare in japanischer Sprache Atsushi, Ayako, Atsuko, Junko,Masaki
... POLISH
Kommentare in polnischer Sprache Anna, Kasia, Kasia, Maciek, Marek
... CZECH
Kommentare in deutscher Sprache Ilona, Lucie, MilanZdenek
... SPANISH
Kommentare in spanischer Sprache Adelina, Augustin, Augusto, Carlos, Eva, Gustavo, Maria (2002), Maria (2010), MariaJusta, Mariella, Petro, Sandra...
... SWEDISH
Kommentare in türkischer Sprache Cecilia, Mikael

up to study in germany Retornar aos Comentários sobre nós

Sie finden bei uns: Firmenkurse, Outsourcing, Schulungsprogramme, Sprachprogramme, deutsch lernen, Deutschlernen, Sprachkurse
[ German Online Coures ] [ English Online Courses ] [ German in the house of the teacher - Home Tuition ] [ Sprachinstitut Treffpunkt ]
[ masthead ] [ home ]
Sie finden bei uns: Deutschkurse in Deutschland, Deutschkurs, Deutschkurse, Sprachschule, Sprachunterricht
Contents: Alexandra von Rohr, Sprachinstitut TREFFPUNKT  Online
Última atualização: 2014-02-04 - info@german-language-schools-review.info
Copyright © Sprachinstitut TREFFPUNKT - Cursos Intensivos de Alemão na Alemanha - 1995-2017